sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Chia / Sálvia Hispânica L.


Chia é a palavra Maia para designar Força.
A Chia é uma semente mágica com propriedades nutritivas especiais, pequena, de forma oval, de cor acastanhada clara, é um super alimento.
Descoberta há milhares de anos pelo povo asteca e encontrado no México, a semente de chia chegou ao mercado brasileiro e tem ganhado força como um alimento completo em valores nutricionais.

Durante séculos as sementes nutritivas da chia formaram o alimento base dos Índios. As sementes eram utilizadas por estas culturas como alimento de mega energia. Os mexicanos costumam dizer que uma colher das sementes é o suficiente para sustentar uma pessoa por 24 horas. E isto tudo porque elas possuem cinco vezes mais cálcio que o leite, duas vezes mais potássio que as bananas, três vezes mais antioxidantes que as famosas uvas-do-monte, três vezes mais ferro que o espinafre.
São também mais ricas em fibras do que a aveia e contém mais ômega 3 que a linhaça.

A chia é adequado para celíacos, carregado de nutrientes, muito energética e nutritiva. Excelente fonte de vitamina A, vitamina B, vitamina B6, incluindo a niacina, tiamina, ácido fólico. Também contém sais minerais como cálcio, fósforo, magnésio, potássio, ferro, zinco, cobre e fibras.

As fibras das sementes de chia apresentam a capacidade de promover saciedade, pois em contacto com líquido no interior do estômago formam uma espécie de “gel”, que dilata o estômago dando a sensação de saciedade. Estudos apontam que o consumo de chia pode auxiliar na perda de peso, pois reduz o apetite. Além disso, a formação deste “gel” aumenta o volume do bolo fecal, facilitando a eliminação das fezes e melhorando o funcionamento do intestino. O gel faz com que parte da glicose e gordura em excesso permaneça retida na fibra, sendo eliminados através das fezes.

Rica em antioxidantes, como o ácido clorogênico, ácido caféico, quercetina, kaempferol e flavonóis, tem atividade antiinflamatória, anticarginógenas, antiviral e anti-plaquetários agregados.
Seu uso tem os seguintes benefícios: melhora o trânsito intestinal, regula a glicose, diminuição da absorção do colesterol, etc.

Contém óleo de ácido alfa-linolênico graxos, ácidos graxos ômega 3, que desempenham um papel fundamental na prevenção de doenças cardiovasculares, no desenvolvimento e manutenção do sistema nervoso, na regulação de processos inflamatórios, no controle da pressão arterial e prevenir certos tipos de câncer, além de diminuir o risco de diversas doenças crônicas.

A semente chia pode ser consumida em sua forma natural, sem ter que triturá-la para obter seus nutrientes, como exige alguns outros grãos. Se desejar, pode ser tostada, o que a torna mais digerível. Basta adicioná-la em sucos, bolos, iogurtes diets, vitaminas, saladas e sopas. A recomendação de ingestão diária é uma colher de sobremesa de chia por dia para melhorar o funcionamento do intestino e sentir menos fome.

*As sementes de chia causa aumento da saciedade e controla o apetite, pois aumenta o tempo em que a comida fica no estômago, sendo assim, com o estômago ainda cheio não ocorre à liberação de substâncias responsáveis pelo aumento do apetite. JL

2 comentários:

  1. muitíssimo interessante,vou tentar!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Nair, é realmente interessante, faço uso sempre, e a parte melhor é com relação a saciedade, recomendo. Faças vais gostar, bsss

    ResponderExcluir